Portfólio: para que e por quê?

o que é um portfólio e qual sua importância nas vendas

O cartão de visita é o convite de apresentação para qualquer empreendedor e empresa, hoje, entre diversas redes sociais existentes o cartão já não se limita em um impresso físico, podemos encontrar variadas maneiras de apresentação entre bios e descrições. Porém todo o processo após o primeiro contato é o que garante ou não um cliente, e hoje vamos falar sobre como o portfólio é um documento fundamental de iniciação para um job, projeto ou serviço.
A maneira mais fácil de descrever um portfólio seria igualando-o a um currículo, histórico pessoal importante para apresentar o caminho percorrido no mercado de trabalho. Mas não entenda como um sinônimo, pois existe uma grande diferença de consistência entre os dois “documentos”. O portfólio vai além de uma simples descrição de experiências, este meio serve para mostrar a capacidade que a empresa possui ao executar algum tipo de trabalho, usando imagens, vídeos, descrições, clientes e até depoimentos, como forma de comprovar qualidade e assinatura.

Nota mental: é meu dever registrar todos os trabalhos importantes.

Se você produz algo, presta algum serviço, projeta, constrói, monta, pinta, borda… e fatura ou pretende faturar com isso, tem como DEVER registrar de alguma maneira decente o seu trabalho. Não espere fechar orçamento para aumentar a experiência do seu portfólio, pois a quantidade qualitativa de trabalhos que você apresentar te deixará muito mais próximo do sim do que do não de um cliente. Se for preciso, trabalhe na faixa! ou crie um cliente fictício, o importante é mostrar a sua capacidade.

O ponto crucial deste assunto é saber que é tão importante ter um portfólio quanto, ele estar bem estruturado. Pode ser físico, online, na página de um site ou dentro de uma rede social, para qualquer veículo a ordem vale, se nada a ser mostrado fizer sentido e, estiver estruturalmente desorganizado, a própria empresa consegue condenar e desvalorizar o seu próprio trabalho. Hoje todos nós somos metralhados de propagandas durante todo o dia, portanto é natural que o nosso cérebro esteja treinado e adaptado para conseguir entender e julgar se uma propaganda agrada ou não. Por isso tem-se que tratar com seriedade a maneira como se apresenta um produto, serviço e proposta, pois nesta hora é possível encaminhar o cliente para diversas situações, como

  1. Ele confia na capacidade da empresa, fecha orçamento e claramente retornará a fazer negócios.
  2. Ele acredita na empresa e levará em consideração como uma possibilidade em futuros trabalhos.
  3. É o suficiente para apenas aquele momento.
  4. Ele não sente seriedade e não fecha.

É compreensível que você espere que o caminho para qualquer trabalho seja receber total confiança e compreensão do cliente no primeiro contato, porém é natural que não seja assim, dificilmente pessoas confiam em pessoas a primeiro momento, e exatamente por essa e outras dificuldades que muitas empresas terminam e nascem todos os dias. Pense que o portfólio é a ferramenta que irá ajudar a destacar a sua empresa e todos seus trabalhos dentre os seus concorrentes.

Um portfólio fraco demais

Não se acanhe ao falar sobre o seu trabalho, só você poderá descrevê-lo com maior domínio e segurança, seja claro e objetivo, mas esclareça todos os pontos importantes, afinal nenhum cliente se interessa pelo desafio de decifrar um portfólio confuso. Sua empresa possui um manual da marca? – se nunca ouviu falar sobre isso, clica aqui que nós te explicamos! -. Se a resposta foi sim, use todas as informações gráficas necessárias do manual para padronizar o seu portfólio, a estética é muito significativa para atrair a concentração. E se a resposta for não, nesta parte tenha como objetivo extrair informações pontuais do seu logo, como cores, formas, letras, referências etc para que o resultado final garanta o profissionalismo. Não se esqueça nunca que é de suma importância que todas as imagens tenham um mínimo de padrão! Caso as fotos que você possua já não tenham boa qualidade, invista em tratamento, lembre-se sempre de que aquela imagem vai te ajudar a vender. Se dedique a isso,

pois em terra de smartphone, fotografia com qualidade ruim pega muito mal :P.

Um portfólio forte demais

Você já mentiu no currículo? Descreveu características das quais não possui ou mencionou empresas onde nunca sequer entrou? Talvez sim. Certo ou não, esta prática acaba sendo comum quando alguém se vê desesperado para encontrar um emprego, porém, jamais pense que isso funcionaria em um portfólio. Você deve apresentar todas as suas capacidades reais, adquiridas por experiência ou estudo, mas nunca force uma situação de dúvida entre você e o seu cliente, e principalmente, neste primeiro contato, afinal todos sabem que é muito mais fácil receber críticas à elogios.

Todo mundo nasceu para ser um artista!

Mas na hora de desenvolver o seu portfólio tome cuidado com exageros e controle a emoção em ver tudo finalizado, planeje de maneira objetiva todas as informações que deseja, e precisa, mostrar. Coloque a sua marca em primeiro lugar e pense em todas as informações decentes que pode extrair da personalidade dela → ela aceitará excesso de cores? excesso de formas? mudanças bruscas de fontes?… Mantenha o foco! Não adicione textos longos, nem muitas imagens, neste caso menos é mais.

Mentalize que o portfólio vai dizer a todos os seus clientes a que você veio e onde quer chegar, é nada mais do que um compilado de suas experiências e capacidades. Hoje existem diversas possibilidades e meios para apresentar o seu, desde em um documento impresso até numa rede social, você só precisa entender onde e como atingir o seu público-alvo :).

Não quer assumir o pato? não tem problema, manda uma mensagem para nós que vamos te socorrer!

O que é um Manual de Identidade Visual e por que ele é tão importante?

Quando alguém está preste a criar um negócio ou empresa, logo pensa na parte visual, em como será sua logomarca, nome, cores, cartões de visita e etc. A parte visual da empresa é algo de grande importância, pois será ela que ficará na memória das pessoas e clientes , que assim, irão poder assimilar cores, formas e tipográficas a marca.
Mas ao criar a identidade visual de sua marca, muitos esquecem de algo de extrema importância : O manual de identidade visual, ou, Manual da Marca.
Mas o que seria um Manual de Identidade visual ?

Manual de identidade visual nada mais é do que um documento técnico, que pode ser tanto impresso quanto digital, que dita as regras e normas de uso do logomarca e da identidade visual da empresa.Tais como o uso em Sliders, Cartões de visita, Folders, Fotos, Banners, Publicações em redes sociais e várias outras coisas que envolvem a parte visual da marca.

O manual da marca é uma importante ferramenta principalmente para ajudar e auxiliar as pessoas que trabalharão na parte de publicidade da marca. Será ele que guiará o publicitário ao uso correto da marca, deixando tudo com a mesma harmonia e com a mesma qualidade, independente do seu uso.

Não existe uma regra para se criar um manual. Ele pode conter apenas algumas páginas, como por exemplo do App Snapchat:

https://storage.googleapis.com/snap-inc/brand-guidelines/snapchat-brand-standards.pdf

Ou pode conter dezenas dela, como por exemplo do Senac :

http://www.dn.senac.br/wp-content/uploads/2017/03/manualmarca.pdf

Algumas coisas, por mais que não exista regra, são importantes para se ter em um manual de identidade completo e bem informativo, como Grid de criação do Logo, sua margem de proteção, dimensão mínima de uso, os padrões de cores utilizadas na marca, suas tipografias usadas, o uso incorreto e algumas formas de aplicação.

O profissional responsável por fazer o manual, geralmente é o mesmo que irá criar a identidade visual e o logo da marca, que na sua grande maioria são Designers.

Para entender sua importância, imagine que uma pessoa da parte de comunicação da empresa precise fazer um material gráfico, ele usará o logo como quiser e como achará que vai ficar melhor. No mesmo dia, outro funcionário resolve fazer uma peça para as redes sociais da empresa e novamente, utiliza o logo da forma que bem entende. Imaginando a seguinte situação, é fácil imaginar que ambas as peças não irão ficar com a mesma harmonia e que não irão “conversar” entre si, assim parecendo duas coisas de lugares totalmente diferentes, mesmo que sejam da mesma empresa.

Assim, empresas especializadas como a Right Ducks, são responsáveis por esse tipo de trabalho, onde todo o estudo e aplicação são realizados e são de responsabilidade da empresa contratada, para que nada saia fora do eixo e que o trabalho seja feito com exatidão.

Confira o nosso manual clicando aqui.

Você sabe o que é Briefing? E que o briefing é a parte mais importante de todo o processo de trabalho?

Mas afinal, o que é briefing?

Como parte de processo de trabalho, o briefing é um documento criado em reuniões onde recebemos e questionamos por toda informação do que de fato o cliente necessita.

Por que o briefing é uma das partes mais importantes do processo de trabalho?

Temos uma lista de vantagens que o briefing trás, que vão nos ajudar a explicar as características e a ideia de cada tópico.

Precisão

Quando conhecemos o cliente, entendemos o necessário, sabemos o público-alvo e como o cliente trabalha, conseguimos ser mais assertivos nas tomadas de decisão, acarretando na excelência na entrega do projeto.

Direção

O Briefing também serve para direcionar os envolvidos no trabalho, fazendo com que eles não tomem decisões fora do que conversado com o cliente, perdendo tempo com ações desnecessárias, dinheiro com compras erradas ou refações ou perdendo recursos.

Organização

Como se trata de um documento que reúne uma série de importâncias, fica muito mais fácil para quem está envolvido consultar-lo, consultando todas as informações de como ele pode entregar sua parte sem nenhuma complicação.

Mas como fazer um Briefing?

O primeiro passo é conhecer seu cliente. Você precisa saber quais são as intenções do cliente para tal projeto, saber como a empresa trabalha para direcionar o comportamento da empresa para o produto;

No segundo passo, você precisa entender o máximo sobre o produto, como nome, recepção e percepção do público, os prós e contras do produto, rentabilidade e custos, produção em entrega;

Terceiro passo é saber sobre o seu público alvo, conhecendo todos os pontos onde gostaria de chegar com o produto, com qual objetividade para a empresa.

Finalizando no quarto passo, com toda a definição de orçamento e cronograma de produção.

Quais são os processos de uma Agência de Marketing 360?

Como você trabalha?

O processo criativo ou produtivo de uma empresa, depende de como são planejados as fases dos seus trabalhos e projetos, e isso leva a uma variável muito grande, quando nos deparamos com diversas empresas que tem um processo implantado, mas não usam ou nem tem isso em sua organização interna.

Cronograma Right DucksComo a Right Ducks trabalha

Foi pensando nisso que nós decidimos escrever um conteúdo pra mostrar como trabalhamos.
Isso não é uma regra!
Lembrando que não é porque fazemos, que este seja o único jeito correto de implantar um processo de trabalho. Mas é como foi pensado e executado, acreditamos ser o mais correto para nossa realidade. (E funciona muito bem 🙂 ).

Cliente

Uma das parte mais importantes para um bom rendimento é conhecer o seu cliente, parece óbvio né? Mas não é tão simples. Após o contato com o cliente, fazemos um briefing , onde levantamos toda a necessidade do cliente, entendemos todas as dores e pontos que ele tem a declarar sobre o que gostaria para o trabalho.
Após a parte primeira parte passiva do processo, vamos para a primeira parte ativa, onde entram a reunião de planejamento, desenvolvimento de projeto e apresentação.

Reunião de Planejamento

Para a reunião, levantamos todo o material recebido do cliente, no briefing e em conversas informais, convidamos os especialistas de cada setor envolvido no projeto. Debatemos qual é a melhor forma de produzir o material, levando sempre em consideração os possíveis problemas que podemos ter no meio do processo, a fim de prevenir qualquer variação ou dor de cabeça, até mesmo para consolidar um orçamento eficiente.

Desenvolvimento de Projeto

Com tudo planejado para a execução, fazemos um demonstrativo ou algum layout que possa ilustrar a solução que será dada ao problema do cliente. Com o projeto em fase de desenvolvimento, é importante estar presente em todas as partes da produção, para reduzir mais ainda possíveis problemas, acompanhando sempre de perto para não dar o poder da dúvida (uma pessoa com dúvida, pode tomar uma decisão que ao ver dela pode ser o melhor a ser feito, mas ela não tem as informações que você tem e nem acompanhou o projeto desde o início), isso pode atrasar a entrega do seu demonstrativo e te dar bastante dor de cabeça.

Apresentação

Web AnalyticsCom o material pronto, elaboramos um script, onde deixamos claro todas as partes do projeto para que não haja dúvidas recorrentes, como processos, prazo, entrega por exemplo. A idéia da apresentação é justamente sanar as dúvidas antes mesmo do cliente pensar em perguntá-las, isso minimiza a chance do cliente achar algum defeito em seu desenvolvimento, além de considerar seu trabalho como impecável.

Produção

Na parte produtiva do processo, também é necessário ficar de olho nos processos, assim como no início, pois nada pode sair diferente do que foi apresentado. Ganhamos credibilidade com o cliente quando mostramos que o que foi apresentado onde ele concordou, é o mesmo produto entregue no final do nosso processo.

QualidadeTroféus

Com o projeto finalizado (ou em produção para empresas de produtos), passamos por um processo de qualidade e validação, onde toda a parte de criação é colocada em paralelo ao produto final, para que seja comparado todos os pontos e processos citados em reuniões e desenvolvimento. Caso seja possível, também re-apresentamos isso ao cliente (questão de segurança e tranquilidade do cliente).

Entrega

Na data de entrega do material, deixamos o cliente a par de toda situação percorrida nos processos e fazemos um acompanhamento do recebimento desse material. Podem surgir dúvidas, problemas e coisas relacionadas. Redes SociaisPor isso vale dizer que deixamos um tempo dedicado ao cliente para que ele se sinta seguro e confortável para nos contatar e resolver suas questões. Existem situações onde nós até passamos treinamentos aos responsáveis para que o cliente esteja muito bem instruído.